5 Dicas para condomínios na instalação da antena coletiva

Apesar de muito comum, a antena coletiva para condomínios ainda é alvo de muitas dúvidas para síndicos e moradores. Com a antena coletiva, todas as TVs do condomínio passam a receber o sinal de canais abertos por meio de um cabo. Para isso, é necessária a instalação de uma única antena no topo do prédio que faz com que o sinal seja distribuído para todos os apartamentos. Segue abaixo cinco dicas para antena coletiva de sua residência.


· É preciso colocar a antena apontada no sentido do sinal digital. Outro detalhe muito importante é verificar um local para instalar o suporte da antena que seja livre de obstáculos para não prejudicar o sinal. Os obstáculos podem ser caixas d’água, paredes, telhados e etc.
·  A base da antena deve ser instalada com firmeza, para que ela não se abale com ações do tempo como fortes chuvas e vendavais ou com qualquer mudança que possa reposiciona-la
· Proteger bem a junção de peças com a fita isolante para que o sinal fique melhor e a transmissão não seja danificada pela água ou qualquer outra coisa.
· Os amplificadores deverão ser dimensionados de acordo com o tamanho do prédio, a quantidade de casas que irão receber o sinal e a frequência utilizada.
· Se o material utilizado na instalação não for de boa qualidade, em menos de seis meses começarão a aparecer os primeiros problemas. O mais comum é que os apartamentos mais baixos, que estão mais distantes do ponto de instalação da antena, tenham dificuldades para captar o sinal.

FONTE(S): REVISTASINDICO.COM.BR/SEJADIGITAL.COM

O que é um Software Analítico de Vídeo?

Análise de Conteúdo de Vídeo ou ACV tem a capacidade de analisar um vídeo de forma automática e disparar alertas, possui muitas funcionalidades de simples a complexas, onde podemos considerar a detecção de vídeo como uma função simples, chegando até a complexidade de contagem de pessoas, veículos e até mesmo detecção de fumaça.

Resumindo, o vídeo analítico utiliza um servidor para identificar automaticamente os eventos pré configurados como se fossem filtros que adicionamos a cena de uma câmera ou imagem.

Seguem alguns exemplos das facilidades:

  • Linha Virtual:  ideal para monitorar os perímetros de uma área, o software permite traçar uma linha virtual, por exemplo, sobre os muros. Se a câmera detectar que alguém ultrapassou essa linha, ela dispara o alarme;
  •   Objeto deixado ou Retirado da Cena: Usado para evitar roubos (quando o objeto é retirado de cena) e ataques terroristas (quando algum objeto é deixado em cena);
  •  Loitering:  Para identificar comportamentos suspeitos de pessoas, um bom exemplo é quando há alguém circulando em um local que é somente de passagem;
  •  Contagem de Pessoas: É usado como se fosse uma catraca invisível, esse analítico consegue contar às pessoas que passam pela câmera;
  •  Monitoramento de Estradas: Existem softwares analíticos que contam os carros e acionam alarmes caso um automóvel esteja na contramão.
    É importante lembrar que em todos os casos a câmera envia o alerta para o operador que toma as medidas cabíveis.
  •  Monitoramento de Prédios Residenciais e Comerciais: Contagem de carros, identificar placas, ou se o estacionou em sua devida vaga, monitorar através de linhas virtuais o perímetro do prédio.

Porque ter um Software Analise de Vídeo CFTV?

Ter um software com essas aplicações facilita a busca de imagens que normalmente demoram horas ou até mesmo dias para serem encontradas, esses softwares localizam a ocorrência em minutos utilizando os filtros de análise de vídeo. Essa é a vantagem de ter esses recursos de monitoramento inteligente num sistema de CFTV.

Algumas considerações 

É importante lembrar que o software de análise de vídeo só pode ser utilizado em sistemas de CFTV IP e mesmo que o usuário não adquira o software e instale no servidor, é possível fazer essa análise, basta que sua câmera IP esteja com o sistema embarcado (na própria câmera), você também pode baixar o software e instalar na câmera.

Entretanto, antes da compra é importante certificar-se de que a câmera suporta a instalação de softwares analíticos, nos sites de empresas desenvolvedoras como Intelbras, Hikvision, entre outras, constam os modelos de câmeras compatíveis com os softwares.

FONTE(S): GUIADECFTV.COM.BR

5 funções da análise inteligente de vídeo que você precisa conhecer

Para atender à necessidade crescente de dispositivos que tornem nosso dia a dia mais seguro, empresas de tecnologia apresentam frequentemente novas opções para aperfeiçoamento dos sistemas de monitoramento.

Com todas essas inovações a nosso dispor, muitas vezes encontramos dificuldade para gerenciar esses equipamentos e as imagens geradas por eles.

Analisando o mercado atual, buscamos o que há de mais inovador no que diz respeito a imagens de monitoramento residencial, empresarial e comercial. Por isso, listamos cinco funções bem interessantes que você precisa conhecer. São elas:

1. Cerca virtual

Uma das funções mais interessantes da análise inteligente de vídeo. Com a cerca virtual você pode, por exemplo, dobrar a segurança sobre seu carro.

Digamos que você foi viajar e deixou seu automóvel na garagem de casa. Esse é um dos momentos ideais para acionar a cerca virtual. Selecione aquele perímetro e, caso alguém tente ultrapassá-lo, o alarme será imediatamente acionado.

Com a câmera inteligente, você pode configurar os direcionamentos entradasaída e entrada/saída de objetos, além do tamanho mínimo e máximo.

2. Linha virtual

Funciona basicamente como a cerca virtual, a diferença está na configuração do perímetro.

Uma “linha virtual” é criada pela câmera. Ou seja, qualquer objeto que passar por essa linha, no sentido que você pré-determinou, fará com que o alarme seja disparado.

Essa função também permite configurar o tamanho máximo e mínimo do objeto para que o alarme seja acionado, e seus direcionamentos (A > B, B > A e A <> B).

3. Abandono ou retirada de objeto

Qualquer alteração ocorrida na área que você definiu é detectada automaticamente pela câmera inteligente, seja a aparição ou o sumiço de algum objeto na cena.

 E se meu cachorro de estimação tirar algum objeto do lugar e abandoná-lo na área delimitada?

A análise inteligente de vídeo possibilita que você defina o tempo limite para que o alarme seja acionado quando um objeto for retirado ou abandonado. Além disso, os direcionamentos de abandono, retirada e abandono/retirada também são configuráveis.

4. Área de Interesse

Você pode determinar até quatro áreas que necessitam de maior definição de imagem. Com isso você ganha redução da banda para trafegar e mais espaço no HD, além de que sua câmera passa a priorizar espaços que necessitam de cuidados maiores, como entradas, saídas e objetos, como caixas, por exemplo.

5. Detecção de áudio

Além das funções de imagem, a análise inteligente de vídeo é capaz de captar ruídos no ambiente. Se alguém invade seu escritório e quebra o vidro de alguma janela, por exemplo, imediatamente um alarme é acionado.

Essa função permite definir o limiar e a sensibilidade do som. Dessa forma, em ambientes com muito ruído, é possível realizar uma análise da amostragem do áudio e configurar a câmera para compreender que tipos de ruídos são comuns naquele ambiente e quais devem acionar o alarme.

Torne seu sistema de monitoramento muito mais inteligente

Esteja à frente de invasores e de qualquer situação que possa colocar em risco a segurança de sua residência, comércio ou empresa. Com a análise inteligente de vídeo, além das ações automatizadas, você terá economia de recursos e mais precisão na análise.

FONTE(S): INTELBRAS.COM.BR

Interfone ou Porteiro Eletrônico, qual a melhor escolha?

Em um condomínio, apartamento ou até mesmo uma pequena empresa a necessidade e uma agilidade na comunicação torna a convivência muito mais prática e produtiva. Logo, é preciso um levantamento para saber qual o meio mais eficaz e com melhor custo/benefício além de segurança e comodidade. Existem diversos meios de comunicação atualmente, faremos apenas uma comparação de dois produtos mais utilizados em residências e condomínios. O porteiro eletrônico e uma central de comunicação ou interfone.

  • Porteiro Eletrônico

A utilização desse aparelho permite que o visitante acione um botão de numeração fixa correspondente ao apartamento ou casa desejada, o morador pode permitir o acesso por meio de uma botoeira ao lado do próprio aparelho ou uma outra botoeira instalada.

Prós

  1. Instalação mais simples em comparação a outras tecnologias
  2. Não requer programação ou configuração complexa
  3. Instalação de menor preço também em comparação a outros sistemas digitais

Contras

  1. Não permite comunicação simultânea entre os moradores
  2. Por ser um sistema analógico poderá ficar inoperante caso haja um curto em qualquer um dos aparelhos internos
  • Central de Comunicação (Interfone)

Esse é o sistema de comunicação mais conhecido nos condomínios e empresas pela sua eficiência, uma das características mais procurada é a possibilidade de comunicação de ramais simultaneamente.

Prós

  1. Ligações sigilosas, diretas e sem custo entre apartamentos
  2. Transferência
  3. Rechamada a ramal
  4. Possibilidade de acionamento de portões ou fechaduras
  5. Caso haja algum problema na instalação em algum dos ramais, não compromete o sistema

Contras

  1. Exige manutenção periódica para manter o correto funcionamento.
  2. Infra adequada para passagem de cabos
  3. Custo maior na implantação

Mostramos de uma forma simples a diferença entre os dois equipamentos mais utilizados em uma residência ou condomínio. Caso queira maiores informações ou instalação e manutenção, entre em contato conosco.

A importância da manutenção no seu interfone

Edificações residenciais e comerciais que possuem interfones requerem uma manutenção preventiva para assegurar o bom funcionamento do sistema. O serviço identifica e corrige princípios de falhas, como ramais mudos ou com ruídos.

Caso o distribuidor geral (DG) de interfonia esteja junto com o de telefonia, é indicado um contrato que una os dois produtos, colocando uma só empresa como responsável pelas instalações internas.

Sistemas de interfones bem instalados dificilmente apresentam problemas em curto e médio prazo. Mas o bom funcionamento requer alguns cuidados. Para que não haja interferência de rádio frequência, por exemplo, recomenda-se a utilização de cabos com blindagem, homologados pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

Portanto, é importante dedicar atenção especial à especificação dos produtos, cuja marca também deve ser levada em consideração.

É necessário adotar cuidados durante a instalação do sistema, como separar a rede de interfonia da de elétrica, utilizar filtros de linha, aterramento eletrônico e conceber conexões bem-feitas.

Em um plano de manutenção preventiva, a verificação do sistema é feita em um intervalo periódico, para identificar princípio de umidade, organizar os quadros e jumpers, instalar novos ramais ou remanejá-los.

Não deixe seu sistema de interfone parar, contate nossos consultores.

Na referência: PASSEG