5 Dicas para condomínios na instalação da antena coletiva

Apesar de muito comum, a antena coletiva para condomínios ainda é alvo de muitas dúvidas para síndicos e moradores. Com a antena coletiva, todas as TVs do condomínio passam a receber o sinal de canais abertos por meio de um cabo. Para isso, é necessária a instalação de uma única antena no topo do prédio que faz com que o sinal seja distribuído para todos os apartamentos. Segue abaixo cinco dicas para antena coletiva de sua residência.


· É preciso colocar a antena apontada no sentido do sinal digital. Outro detalhe muito importante é verificar um local para instalar o suporte da antena que seja livre de obstáculos para não prejudicar o sinal. Os obstáculos podem ser caixas d’água, paredes, telhados e etc.
·  A base da antena deve ser instalada com firmeza, para que ela não se abale com ações do tempo como fortes chuvas e vendavais ou com qualquer mudança que possa reposiciona-la
· Proteger bem a junção de peças com a fita isolante para que o sinal fique melhor e a transmissão não seja danificada pela água ou qualquer outra coisa.
· Os amplificadores deverão ser dimensionados de acordo com o tamanho do prédio, a quantidade de casas que irão receber o sinal e a frequência utilizada.
· Se o material utilizado na instalação não for de boa qualidade, em menos de seis meses começarão a aparecer os primeiros problemas. O mais comum é que os apartamentos mais baixos, que estão mais distantes do ponto de instalação da antena, tenham dificuldades para captar o sinal.

FONTE(S): REVISTASINDICO.COM.BR/SEJADIGITAL.COM

Antena Coletiva: Solução para prédios e condomínios

A maior vantagem da antena coletiva, além de poder levar o sinal digital para todo o condomínio, é a manutenção mais barata, já que os custos podem ser rateados entre os moradores. Outro ponto positivo é a menor quantidade de fios e cabos, e menos antenas, ocupando menos espaço no telhado do prédio (alguns telhados, inclusive, não tem espaço para abrigar uma antena por apartamento – nestes casos, a antena coletiva para condomínio se torna essencial).

Para ter uma antena coletiva, o condomínio precisa ter uma tubulação específica para sua instalação. O ideal é contar também com amplificadores de sinal, que melhoram ainda mais a recepção via antena. Os cabos da antena coletiva vão se deteriorando com o tempo e, diante disso, a qualidade da imagem é impactada negativamente. Dependendo da gravidade, o condomínio inteiro pode ficar sem sinal. Por isso, a necessidade de manutenção constante e troca de cabos conforme orientação do fabricante. Esses serviços devem ser feitos por empresa especializada e não pelos funcionários do próprio condomínio, que não têm capacitação para isto.

A instalação da antena é feita seguindo os dutos pré-instalados na estrutura do prédio ou ainda através dos shafts por onde o cabeamento também pode ser passado. Além disso, é indispensável o uso de amplificadores, distribuidores e TAPS (tomadas amplificadoras). Ele garante ainda que não há diferença de sinal entre prédios de grande e pequeno porte. Nos condomínios com mais de um bloco, o profissional recomenda a instalação de uma antena coletiva e um amplificador para cada um deles.

Os cabos da antena coletiva não devem ser instalados junto aos cabos de energia, pois podem gerar interferências na recepção tanto do sinal analógico quanto do digital. É fundamental que o cabo coaxial (que distribui o sinal para os apartamentos) seja compatível com a TV digital. É também necessário verificar se as tomadas de TV permitem a passagem do sinal de UHF.

Para se assegurar de uma correta e efetiva instalação de antena coletiva, entre em contato conosco para o seu projeto.

FONTE(S): REVISTASINDICO.COM.BR